UM ESTUDO DO PERSONAGEM MALANDRO ESMERALDO, DE MEMÓRIAS DE UM GIGOLÔ

Anuncio Martí Méndez (UESM), Márcio A.S. Maciel (UEMS)

Resumo


No artigo, analisa-se o personagem malandro Esmeraldo, de Memórias de um Gigolô (1968), do romancista brasileiro Marcos Rey. A história situa-se nos prolegómenos dos conflitos e incertezas sociais e políticas da cidade de São Paulo e o sonho de esplendor de uma “república nova” no Brasil. Este trabalho fez-se sob o embasamento teórico de alguns dos mais importantes estudiosos do romance picaresco e seus desdobramentos no Brasil: Mario González (1988), Roberto Da Matta (1990), Jean Pierre Chauvin (2008), Altamir Botoso (2010). Tais estudos, inicialmente, permitem definir conceitos elementares sobre malandragem, malandro e neopicaresca. Depois, elencam-se determinados fatos narrados na obra nos quais as ações correspondem ao personagem Esmeraldo, selecionado para este estudo. Compara-se a figura de Esmeraldo com a de seu oponente Mariano, narrador/personagem do romance do escritor paulista. Ao longo do estudo da figura de Esmeraldo, busca-se destacar as principais características que dão forma a esse gigolô vilão na obra em epígrafe.


Texto completo: PDF

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 .

 

 

Indexadores de Base de Dados (IBDs) 
Bases de periódicos com texto completo:




Outros Indexadores e Bancos de Dados:


Library of Congress

Sudoc - Système Universitaire de Documentation

Copac – United Kingdom

Bielefeld Academic Search Engine

CRUE / REBIUN - Catálogo de la Red de Bibliotecas Universitarias

 

Google Analytics UA-142181466-1

Macabéa – Revista Eletrônica do Netlli está avaliada no extrato B2, no QUALIS/CAPES - quadriênio 2013-2016, na área de LETRAS/LINGUÍSTICA.