A MALDIÇÃO DAS FILHAS DE EVA: A MULHER BRASILEIRA PELOS OLHOS DE UM VIAJANTE ESPANHOL

Ruan Fellipe Munhoz (UEM)

Resumo


Nosso intuito neste artigo é apresentar uma leitura do relato de viagens intitulado Viaje al otro Brasil: Del Mato Grosso a la Amazonia y al Nordeste Atlántico, publicado em 2002 pelo espanhol Javier Nart, enfatizando a forma como a imagem da mulher brasileira é construída na obra. As questões relativas ao conceito de viagem produzida pelo sujeito e a sua consequência natural que é o relato serão trabalhadas a partir das definições propostas por Carrizo Rueda (2008). Da mesma forma, empregamos os conceitos desenvolvidos por Souza (2004) a respeito do processo subjetivo de formação da imagem, que passa pelos discursos hegemônicos incrustado na sociedade. Utilizamos, ainda, as proposições levantadas por Holanda (2010), buscando reconstruir a ideia de Paraíso Terreal, muito difundida na época das grandes navegações, e o discurso religioso que culpabiliza Eva por ter tirado da humanidade o direito de usufruir do espaço paradisíaco construído por Deus. Esse discurso, utilizado até hoje para fundamentar a posição autoritária e persuasiva apresentada pela elite, é materializado como hegemônico, fazendo com que seja dignificado como verdadeiro. Essa discussão nos levará a refletir a construção do machismo, dos estereótipos femininos, do imperialismo político, da dupla colonização e da ideologia objetificadora que reprime as mulheres, a partir dos temas levantados por Bonnici (2007).

Texto completo: PDF

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 .

 

 

Indexadores de Base de Dados (IBDs) 
Bases de periódicos com texto completo:




Outros Indexadores e Bancos de Dados:


Library of Congress

Sudoc - Système Universitaire de Documentation

Copac – United Kingdom

Bielefeld Academic Search Engine

CRUE / REBIUN - Catálogo de la Red de Bibliotecas Universitarias

 

Google Analytics UA-142181466-1

Macabéa – Revista Eletrônica do Netlli está avaliada no extrato B2, no QUALIS/CAPES - quadriênio 2013-2016, na área de LETRAS/LINGUÍSTICA.