POR UMA ZOOLITERATURA NÃO REPRESENTACIONAL: PERCURSOS TEÓRICO-CRÍTICOS SOBRE O ANIMAL NÃO HUMANO NA LITERATURA

Jânderson Albino Coswosk (IFES)

Resumo


A presente proposta traça um percurso teórico-crítico que evidencia o modo como a interação do animal humano e não humano é vista nos Estudos Literários na contemporaneidade. Além disso, evidenciamos de que modo isso se dá dentro do texto literário, conferindo diferentes olhares sobre o imaginário zooliterário, rumo à elaboração de uma ética que reclama pela dignidade animal.


Referências


ANDRADE, Carlos Drummond de. Um boi vê os homens. In: ______. Claro Enigma. São Paulo: Companhia das Letras, 2012.

ARISTÓTELES. A Política. São Paulo: Ed. Martins Fontes, 1991.

______. História dos animais: Livros I-VI. Lisboa: Imprensa Nacional - Casa da Moeda, 2006.

ASSIS, Machado. As ideias do canário. In: ______. Obra Completa. Rio de Janeiro: Nova Aguilar, 1994.

BENJAMIN, Walter. Infância em Berlim por volta de 1900. In: ______. Obras Escolhidas II. Rua de Mão Única. São Paulo: Brasiliense, 1995.

BERGER, John. Animais como metáfora. Revista Suplemento Literário de Minas Gerais. Ed. 1.332, p. 6-9, Minas Gerais, MG: Set./Out. 2010.

DELEUZE, Gilles. Crítica e clínica. Trad. Peter Pál Pelbart. São Paulo: Ed. 34, 1997.

_______; GUATTARI, Félix. Devir-intenso, devir-animal, devir-imperceptível. Trad. Suely Rolnik. Mil platos – capitalismo e esquizofrenia. Rio de Janeiro: Ed. 34, 1995.

DERRIDA, Jacques. O animal que logo sou. Trad. Fábio Landa. São Paulo: Ed. Unesp, 2002.

DESCARTES, Renè. Meditações Metafísicas. Trad. Maria Ermantina. São Paulo: Martins Fontes. 2005.

_______. Carta a Morus. In: ______. Discurso do método, Meditações, Objeções e respostas, As paixões da alma, Cartas. Trad. J. Guinsburg, Bento Prado Jr. São Paulo: Abril Cultural, 1973.

GALVÃO, Pedro. Introdução. In: ______ (Org.). Os animais têm direitos?. Lisboa: Dinalivro, 2010.

HUGUES, Ted. O Jaguar. In: ______. Collected poems. London: Faber & Faber, 2003.

LISPECTOR, Clarice. Água viva. Rio de Janeiro: Rocco, 1998.

______. A hora da estrela. Rio de Janeiro: Rocco, 1998.

MACIEL, Maria Esther. Zoopoéticas Contemporâneas. Revista Remate de Males, v. 27, n. 2, p. 197-206, São Paulo, SP: Jul./Dez. 2007.

PAIXÃO, Rita Leal. Experimentação animal: razões e emoções para uma ética. 2001.151f. Tese (Doutorado em Saúde Pública) - Escola Nacional de Saúde Pública, Fundação Oswaldo Cruz, Rio de Janeiro. 2001.

RAMOS, Nuno. Monólogo para um cachorro morto. In: ______. Junco. São Paulo: Iluminuras, 2011.

RILKE, Rainer Maria. Coisas e anjos de Rilke. Trad. Augusto de Campos São Paulo: Perspectiva, 2015.

ROSA, João Guimarães. Conversa de Bois. In: ______. Ficção Completa. Dois volumes. Rio de Janeiro: Nova Aguilar, 1994.

VERLANGIERI, Iná Valéria Rodrigues. J. Guimarães Rosa – correspondência inédita com a tradutora norte-americana Harriet de Onís. 1993. 357 f. Dissertação (Mestrado em Estudos Literários) – Faculdade de Ciências e Letras da Universidade Estadual Paulista, Araraquara, 1993.

VIVEIROS DE CASTRO, Eduardo. Os pronomes cosmológicos e o perspectivismo ameríndio. Revista Mana, v. 2, n. 2, p. 115-144, Rio de Janeiro, RJ: Out. 1996.

______. O chocalho do xamã é um acelerador de partículas. In: RIBEIRO, D. Encontros. Rio de Janeiro: Beco do Azougue, 2007.


Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 .

QUALIS/CAPES - quadriênio 2013-2016B2 - ÁREA DE LINGUÍSTICA E LITERATURA

 

Indexadores de Base de Dados (IBDs) 
Bases de periódicos com texto completo: