DIÁLOGOS ENTRE HISTÓRIA E LITERATURA: A HISTÓRIA CULTURAL E A BELLE ÉPOQUE BRASILEIRA

Natanael Duarte de Azevedo (UFRPE), José Temístocles Ferreira Júnior (UFRPE)

Resumo


A presente pesquisa busca promover um diálogo entre a História Cultural e a História da Literatura, tomando como recorte temporal o início do século XX, que marca a Belle Époque brasileira. O estudo tem como fonte primária o jornal O Riso (1911-1912), jornal pornográfico, impresso na cidade do Rio de Janeiro, e, em especial, as contribuições de dois nomes significativos da literatura da época: João do Rio e Lima Barreto. Nesse sentido, conseguimos problematizar o lugar da literatura pornográfica no auge da Belle Époque e os seus desdobramentos críticos, satíricos e alegóricos na composição do jornal.

Referências


BOURDIEU, Pierre. A economia das trocas simbólicas. ed 6. São Paulo: Perspectiva, 2005. (Coleção estudos: 20).

BROCA, Brito. A vida literária no Brasil – 1900. Rio de Janeiro: José Olympio/Academia Brasileira de Letras, 2005.

CHARTIER, Roger. A História Cultural: entre práticas e representações. Rio de Janeiro: DIFEL, 2002.

______. A ordem dos Livros. Trad. Leonor Graça. Lisboa: Vega, 1997.

______. “Defesa e ilustração da noção de representação”. In: Fronteiras. Dourados, MS, v. 13, n. 24, jul./dez. 2011, pp. 15-29.

______. O mundo como representação. In: Estudos Avançados 11(5), 1991. p. 173- 191.

______. A história ou a leitura do tempo. Trad. Cristina Antunes. 2 ed. Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2010.

______. Práticas da Leitura. Trad. Cristiane Nascimento. 5 ed. São Paulo: Estação Liberdade, 2011.

FREITAS, Celi Silva Gomes de. “Lima Barreto, um intelectual-negro na ‘Avenida Central’”. In: Revista Intellectus. Ano IV, v. I, Rio de Janeiro, 2005.

GOMES, Laurentino. 1889: Como um imperador cansado, um marechal vaidoso e um professor injustiçado contribuíram para o fim da Monarquia e a Proclamação da República no Brasil. São Paulo: GLOBO Livros, 2013.

IVO, Lêdo. João do Rio: cadeira 26, ocupante 2. ed. Rio de Janeiro: Imprensa Oficial de São Paulo, 2012. (Série Essencial, n. 4, Academia Brasileira de Letras).

RICOEUR, Paul. Do texto à acção: ensaios de hermenêutica II. Porto: RÉS Editora, 1989.

SEVCENKO, Nicolau. Literatura como missão: tensões sociais e criação cultural na Primeira República. 2 ed. São Paulo: Companhia da Letras, 2003.

SODRÉ, Nelson Werneck. História da imprensa no Brasil. São Paulo: INTERCOM; Porto Alegre: EDIPUCRS, 2011.

WHITE, Edmund. O Flâneur: um passeio pelos paradoxos de Paris. Trad. Reinaldo Moraes. São Paulo: Companhia da Letras, 2001.

Fontes periódicas

Coió (O). Rio de Janeiro. 1901-1902.

Correio da Manhã. Rio de Janeiro. 1901-1974.

Nabo (O). Rio de Janeiro. 1900.

Paiz (O). Rio de Janeiro. 1884-1934.

Rio Nu (O). Rio de Janeiro. 1898-1916.

Riso (O). Rio de Janeiro. 1911-1912.


Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 .

QUALIS/CAPES - quadriênio 2013-2016B2 - ÁREA DE LINGUÍSTICA E LITERATURA

 

Indexadores de Base de Dados (IBDs) 
Bases de periódicos com texto completo: