AVALIAÇÃO DO POTENCIAL CITOPROTETOR DE Stryphnodendron rotundifolium Mart., CONTRA EFEITO TÓXICO DO CLORETO DE MERCÚRIO

Ana Raquel Silva, Gioconda Morais de Andrade Bezerra Martins, Rafael Pereira da Cruz, Maria do Socorro Costa, Fábia Ferreira Campina, Henrique Douglas Melo Coutinho

Resumo


Os metais pesados são potentes poluentes ambientais que podem causar sérios danos a aos seres vivos quando em contato prolongado. O mercúrio, metal com elevada capacidade de bioacumulação no solo e em ambientes aquáticos, pode atingir uma cadeia biológica e bioacumular-se, representando um alto risco aos organismos vivos. O Stryphnodendron rotundifolium Mart., popularmente conhecido como “barbatimão” bastante citado quanto ao seu uso popular em virtude das propriedades antimicrobianas e de suas funções biológicas referente à atividade antioxidante, pode ser uma alternativa para a proteção ambiental contra metais pesados. O presente estudo objetiva avaliar o efeito citoprotetor Stryphnodendron rotundifolium Mart., contra cloreto de mercúrio (HgCl2)em modelos microbianos (bactérias e fungos). Para tanto, realizou-se a determinação da Concentração Inibitória Mínima (CIM) e, a partir desta, a avaliação do potencial tóxico do HgCl2 por meio do uso de placas estéreis de microdiluição. O extrato foi utilizado nas concentrações subinibitórias de 32 e 64 µg/mL para bactérias e de 128 e 256 µg/mL para fungos e o HgCl2 na concentração inicial de 1mM. Observou-se que o extrato em questão apresentou leve efeito citoprotetor em modelos bacterianos e não apresentou tal efeito em cepas fúngicas. Vale ressaltar ainda que, nesse último, extrato potencializou o efeito tóxico, promovendo a morte dos fungos em concentrações menores do metal. Acredita-se que tal fato possa ser explicado pelos efeitos antimicrobianos atribuídos ao Stryphnodendron rotundifolium, devido ao seu elevado conteúdo de taninos, o que requer estudos mais aprofundados para maiores conclusões.

 


Palavras-chave


Metal pesado, citoproteção

Texto completo: PDF

Comentários sobre o artigo

Visualizar todos os comentários


Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 .