ANÁLISE DO PROCESSO DE SECAGEM DE JATOBÁ (Hymenaea courbaril L.) E MUIRACATIARA (Astronium lecointei Ducke) PARA A PRODUÇÃO DE PISOS EM UMA EMPRESA NO MUNICÍPIO DE ALTA FLORESTA – MT

Sueza Basso, Marlize Reffatti Zinelli, Marcelino de Jesus, Marilaine de Castro Pereira Marques, Elizabeth Cristina Schoninger

Resumo


O processo de secagem controlada aumenta a velocidade de secagem da madeira, diminuindo o tempo e, consequentemente, os custos do processo. Por ser todo controlado, reduz os defeitos qualificando a madeira para a maioria dos usos. Este trabalho teve por objetivo avaliar o programa de secagem da madeira usado por uma indústria de produção de pisos, decking e parquets no norte do estado de Mato Grosso. Duas espécies foram utilizadas no estudo: Jatobá (Hymenaea courbari) e Muiracatiara – (Astronium lecointei). O programa usado pela empresa foi comparado com o indicado pela literatura para as espécies em estudo. O produto final foi avaliado de acordo com os seguintes aspectos: rachaduras, empenamento e encanoamento através da contabilização de peças descartadas na linha de produção. O programa usado pela empresa mostrou-se eficiente devido ao índice de defeitos no final do programa de secagem: Muiracatiara com 37,703m³ de madeira apresentou 2,65% de defeitos, já o Jatobá, com 41,100m³ apresentou 1,7% de defeitos.

 

 


Palavras-chave


Processo de secagem. Programa de secagem. Indústria de Produção de Pisos

Texto completo: PDF

Comentários sobre o artigo

Visualizar todos os comentários


Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 .