Avaliação ambiental, físico-química e microbiológica do pesque-pague do clube recreativo grangeiro, Crato-CE.

Sarah Ribeiro Alencar, Emídia Naiana Costa Seixas, Leila Kelly Pereira Dutra Taveira, Rafaella de Lima Roque, Hênio do Nascimento Melo Júnior

Resumo


O trabalho teve como objetivo  conhecer e analisar os parâmetros ambientais e de qualidade da água no pesque-pague localizado no Clube Recreativo Grangeiro, Crato-CE.  Para a avaliação dos indicadores ambientais foi utilizado um protocolo aplicado em entrevista. Para as análises dos parâmetros  físico-químicos  (pH, turbidez, oxigênio dissolvido, temperatura (ºC), dureza total, alcalinidade, amônia, nitrito) e microbiológicos (coliformes totais e Escherichia coli), foram coletadas amostras em 5 pontos aleatórios no lago de pesca. A análise ambiental não conferiu impacto significativo. Não houve registro de contaminação ou poluição por produtos químicos. Os parâmetros físico-químicos  foram condizentes com os valores considerados normais segundo a legislação, exceto na análise do teor de amônia que variou 0,25 a 0,5 ppm, valor considerado acima do ideal. A análise microbiológica apresentou coliformes totais e E. coli em todos os pontos. Essa pesquisa foi pioneira para o pesque-pague e  sugere um monitoramento periódico da qualidade da água do lago, a fim de oferecer confiabilidade aos visitantes e apreciadores dessa modalidade.

Palavras-chave


Pesque-pague, Análise físico-química, microbiológica.

Texto completo: PDF

Comentários sobre o artigo

Visualizar todos os comentários


Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 .