A Revista Cadernos de Cultura e Ciência é de caráter nacional e multidisciplinar, cadastrada com o ISSN 1980-5861.

Comentários do leitor

Recomendação Atualizada Da OMS Sobre Ácido Tranexâmico No Tratamento De Hemorragia Pós

por Darnell Handley (2019-07-08)


Contra os raios UVA, que danificam as camadas mas profundas da pele e são fatores de risco para escurecimento das manchas, envelhecimento precoce e câncer de pele, a medida de proteção é apontada pela sigla PPD (Persistent Pigment Dark) ou UVA, seguidas por melasma rosto um número (PPD 20 ou UVA 20, por ex) ou explicitada pela repetição do prenúncio +, que consta dos símbolos PPD++ ou UVA++ ou, então, PPD+++ ou UVA+++ no rótulo que consta da embalagem.

Os lasers estão também mais rápidos, que abrevia a duração do tratamento. my homepage ... melasma rosto Esse é caso do Picoway, com pulsos em picossegundos. Ele provoca uma microfragmentação da melanina, isto é, pigmento é espatifado em pedaços muito menores do que nos equipamentos mais antigos. Isso facilita e agiliza procedimento, além de a pujança ser mas suave", diz a dermatologista Claudia Marçal. Três sessões (R$ 1.600 qualquer uma) podem ser suficientes, segundo a médica. Já Spectra Lumina, referência por ser um dos mais eficazes, foi atualizado e agora se chama Spectra XT. Para aumentar a segurança na remoção de nódoas, a plataforma traz um novo etiqueta, Lumina XT, feito com a ponteira Ruvy Touch. Segundo a dermatologista Thais Peppe, a restauração da pele é mas rápida e a emprego (R$ 750) pode ser realizada até na hora do almoço. São indicadas seis sessões, com intervalos de 15 dias entre elas.

Ácido tranexâmico é destinado para controle e prevenção de sangramentos provocados por cirurgias, traumatismos e doenças com tendência a sangramentos. E, também, para tratamento do angioedema hereditário. Peeling químico: tratamento com peeling deve ser usado para muitos tipos de pele. Os produtos usados variam, mas os mais comuns incluem uma mistura de 10% de ácido glicólico com 2% de hidroquinona para cuidar melasma.

No último post que fiz sobre melasma (para quem não sabe, tenho praticamente um planta mundi melasmático no rosto) muitas meninas comentaram sobre Ácido Tranexâmico, que seria uma novidade aposta contra essas manchas chatas que não somem nunca. Trata-se de um ensaio clínico cândido, comparativo e randomizado em que foram estudados 18 pacientes, com idade entre 23 e 52 anos (média de 40,58 anos), do sexo feminino, fototipos de II a V, segundo classificação de Fitzpatrick, com diagnóstico galeno de melasma.

CONCLUSÃO: uso de ácido tranexâmico intravenoso é eficaz para reduzir sangramento dos pacientes submetidos a artroplastia total de joelho. ácido tranexâmico é uma ótima perspectiva adjuvante para tratamento do melasma. Acredito em produtos que diminua ação da melanogenses como esse ácido tranexâmico de entre outros.

Ácido Tranexâmico promove, de forma, maior segurança do coágulo, sendo bastante utilizado no tratamento dos episódios hemorrágicos nas hemofilias, doença de von Willebrand (DVW) e outras doenças hemorrágicas. Uma das desvantagens dos métodos subjetivos de avaliação são os prováveis vieses na realização de ensaios clínicos. Desta maneira, neste estudo também se utilizou avaliação objetiva pela medida colorimétrica que deixa análise quantitativa da colorido durante tratamento. A avaliação colorimétrica revelou melhora significativa em ambos os grupos, mostrando de -6,44 para -1,56, em média, onde os menores valores indicam pele mas escura e os maiores, pele mas clara. Não houve diferença entre os grupos.

tratamento mas indicado para esse tipo é realizado com lasers que atingem os vasos - Nd:YAG ou Dye Laser. Pode ser realizado preenchimento com ácido hialurônico em pacientes que tenham pele muito fina nessa localidade. Podem ser utilizados cremes com substâncias que ativem a circulação sítio, como cafeína, nodema, ginkgo biloba.

Não garantimos os resultados descritos, porque variam de pessoa para pessoa, dependendo de vários fatores, como alimentação, prática de exercícios físicos, presença de outras patologias, muito com uso correto do produto conforme descrito na posologia, os quais não dependem propriamente da Multifórmulas, mas sim do utente.

No Congresso Internacional de Dermatologia de 2015, como no último Congresso da Ateneu Americana de Dermatologia e no Congresso Brasileiro de Cirurgia Dermatológica uso do ácido tranexâmico foi bastante discutido no tratamento do melasma, sobretudo quando utilizado por via verbal.

Vários estudos sobre uso de ácido tranexâmico para melasma já foram realizados. Um zelo essencial para quem utiliza ácido é proteger a pele dos raios solares. Se bem a substância não seja fotossensível e tenha como ser usada durante dia, depois a sua emprego deve ser utilizado também filtro solar.

Melasma é, acima de tudo, um transtorno dermatológico adquirido, de caráter predominantemente harmonioso, sem nenhum outro obstáculo de saúde associado. Sua principal propriedade é aparecimento de máculas hiperpigmentadas (manchas escuras), planas e sem crostas, nas regiões do corpo expostas à radiação ultravioleta. De formato irregular, mas bem delimitado, em geral, essas máculas formam placas, que se distribuem simetricamente dos 2 lados do rosto. A intensidade da coloração, mais clara ou mais escura, varia conforme a quantidade de melanina acumulada na pele.



ISSN: 1980-5861