A Revista Cadernos de Cultura e Ciência é de caráter nacional e multidisciplinar, cadastrada com o ISSN 1980-5861.

Comentários do leitor

Ácido Tranexâmico 500mg Cápsulas

por Juliana Pantoja (2019-07-01)


No último post que fiz sobre melasma (para quem não sabe, tenho praticamente um planta mundi melasmático no rosto) diversas meninas comentaram sobre Ácido Tranexâmico, que seria uma nova aposta contra essas nódoas chatas que não somem nunca. Vim esmiuçar pois , por coincidência minha dermato né receitou creme ( manipulação), e fiquei sabendo que comprimido também é bom para clarear. My blog: melhor clareador de melasma Então, estava muito deprê no termo das férias de verão, com as manchas e agora sinto que deu uma diminuída porém ainda está no início do tratamento. Mais pra frente comento os resultados.

Denise Steiner : Bruna, importante é saber motivo do ofuscação. Excesso de peso, atrito frequente, aversão a produtos, tudo isso pode motivar ofuscação da virilha. motivo tem que ser evitado , depois, usamos cremes clareadores com misturas de hidroquinona e ácido que por muito tempo irão clarear a pele. Mesmo com esses cremes, clareamento não ocorre se motivo não for anulado.

Existem alguns fatores que podem contribuir para aparição dos vasinhos no seu rosto. Uma pele muito clara, fina ou até oleosa pode aumentar os vasos da face. Para um diagnóstico certo, ideal é buscar um dermatologista. Só ele poderá confirmar se existe algum obstáculo maior que tenha como estar propiciando aparição desses vasinhos. As causas ainda podem ser genéticas ou familiares. Para evitar a pioria do imagem, tente evitar passar produtos com ácido no rosto, como retinóico, por exemplo. Este estimula a produção dos vasinhos. Investir em lasers pode ser uma boa estratégia, principalmente os de claridade pulsada ou Vibin, que agem diretamente nos vasinhos, ajudando na contração e diminuindo muito a vermelhidão da cara.

Mas é importante ressaltar que os tratamentos devem variar conforme as estações do ano. Por consequência, nos meses mais quentes a recomendação médica para tratamento de melasma é substanciar a proteção e evitar peelings e lasers agressivos para não ocasionar processos inflamatórios que geram obscurecimento do melasma.

Há 4 anos venho fazendo tratamentos para melasma, todos os produtos que uso passado por dermatologista não dão certos, ficam com efeitos rebote devido aos ácidos, melhor clareador de melasma já fiz uso de varios tipos de acidos e estou indo para meu dízimo ácido tranexamico uso tópico, espero quedesta vez de resultado, porque não aguento mais de efeito rebote. Constantemente sigo tratamento fazendo uso de sabonetes, porodutos de limpesa, protetor solar , mas nada disso possui feito com que essas manchas desapareçam ou quando menos fiquem mas clara.

Tendência em subida na dermatologia, a estética regenerativa, que usa material do próprio paciente, é a sustentação de um cerimonial também criado por Alberto Cordeiro. Ele mistura Plasma Rico em Plaqueta (PRP), retirado do paciente, com ácido tranexâmico e injeta resultado nas manchas. sangue passa por um processo de centrifugação, em que são isoladas as proteínas plasmáticas e as plaquetas. Essas substâncias, em subida concentração no PRP, fazem a renovação das células, promovendo um clareamento das máculas que é potencializado pelo ácido tranexâmico", explica dermatologista, que prescreve quatro sessões (R$ 2.500 qualquer uma), com intervalo de três semanas entre elas.

Não foram observadas alterações em exames laboratoriais, com uso do ácido tranexâmico. Em estudos, Ácido Tranexâmico mostrou uma redução da atividade da tirosinase, enzima chave da sumário de melanina, e bem possui sido indicado com sucesso em tratamentos de melasma (máculas da pele).

Melasma. As nódoas que são uma das piores queixas nos consultórios dos dermatologistas podem ter desculpa vascular. No Muito Estar desta quinta-feira, 30 de novembro, dermatologista Sérgio Schalka explica se remédios que tratam desvantagens vasculares podem auxiliar a monitorar as nódoas.

Ácido Tranexâmico promove, deste modo, maior estabilidade do coágulo, sendo bastante utilizado no tratamento dos episódios hemorrágicos nas hemofilias, doença de von Willebrand (DVW) e outras doenças hemorrágicas. ácido tranexâmico (AT) é empregado para diminuir a perda de sangue durante cirurgias e em outras condições de saúde quando há aumento de hemorragias. Ele funciona ajudando a prevenir a fratura da fibrina (uma proteína fibrosa envolvida no controle de sangramentos) e na preservação dos coágulos sanguíneos (que são essenciais para prometer que sangramento cesse e ocorra a cicatrização). Esta revisão sistemática da literatura constatou que AT também foi eficaz em reduzir a perda de sangue excessiva, a urgência de intervenções médicas adicionais para controlar sangramento e as transfusões de sangue depois de uma mãe entregar à iluminação. Apesar disso, esses resultados estão baseados em estudos de qualidade variada. Esta revisão incluiu 12 ensaios clínicos randomizados envolvendo 3.285 mulheres saudáveis. Em 9 estudos, AT foi oferecido antes da cesariana e em 3 estudos, este foi oferecido após parto normal.



ISSN: 1980-5861