O TEATRO DE GRUPO NO RIO GRANDE DO NORTE E A PANDEMIA DA COVID-19

Adriano Moraes de Oliveira, João Lucas Bento, Quemuel Costa Gomes

Resumo


O presente texto tem como objetivo refletir sobre as condições de trabalho de grupos de teatro no contexto potiguar da pandemia de coronavírus. É uma reflexão feita por três indivíduos que pesquisam o teatro de grupo e suas implicações poéticas, estéticas e políticas. Como a principal característica de grupos de teatro que operam próximos a lógica do “teatro de grupo” é a horizontalidade nas decisões e, consequentemente, o enfrentamento coletivo dos desafios que se impõem a quem deseja produzir e viver profissionalmente do teatro, buscamos evidenciar como a circunstância da pandemia é enfrentada por parte dos coletivos potiguares. Assim, esse artigo busca descrever e refletir sobre os desafios que se impuseram aos grupos de teatro potiguares num momento em que o coletivo é obrigado a encontrar meios e formas de seguir com sua existência.


Palavras-chave


Teatro potiguar, teatro de Grupo, pandemia do coronavírus, pesquisa teatral.

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.