A PRESENÇA É UNIDIMENSIONAL? # Circuitos remotos da crise afetiva no período pandêmico

SILVA, G. A AMORIM, CIOTTI, N. CIOTTI

Resumo


Este artigo foi escrito por dois autores que desenvolveram experiências de curadoria e ensino remoto em Artes Cênicas, e exploraram táticas para restaurar os laços afetivos e pedagógicos que se romperam no atual cenário necropolítico. As crises geradas pelo isolamento e fechamento das escolas causadas pela pandemia do novo Coronavírus nos levaram a pensar na noção de presença na experiência de ensino remoto e telepresença. Utilizamos a noção de performance como processo de comunicação hipertextual, na criação de roteiros pedagógicos síncronos como o evento #janelasafetivas, e na instalação #lousavermelha. E, em #Circuitos, que são atividades assíncronas de avaliação contínua. A correspondência com os circuitos foi criada como uma atividade lúdica para evitar conexões desinteressadas. Constatamos que as propostas desenvolvidas pelos autores deste texto permitiram a utilização de metodologias flexíveis, compartilhando as dimensões presenciais do teatro nos espaços remotos.

Palavras-chave


Professor-performer, presença remota na escola de artes, #janelasafetivas, #lousavermelha, #circuitos.

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.