O Movimento a partir do Jogo com a Mascara Expressiva na Encenação Ausência

Gabriel Angelo de Luna Silva

Resumo


Este artigo visa refletir sobre o processo de encenação Ausência, projeto desenvolvido na disciplina Processo de Encenação I, pelo Grupo de Pesquisa Ritmo do Ator e da Atriz na Cena Teatral dentro do Programa de Iniciação Científica - PIBIC/URCA. A pesquisa encontrou nestes três espaços possibilidades de estudos, discussões e experimentações, tendo como propulsor o estudo do movimento. Partimos da confecção e experimentação de máscaras, buscando entendê-las como objetos propositores da cena, bem como a análise do material colhido a partir dessa proposição. Tratou-se, portanto, de extrair destas práticas de trabalho um caminho que nos possibilitasse a criação e experimentação do movimento, a partir do jogo com a máscara expressiva. Posteriormente, estudamos cada micro movimentos contidos nessas criações e, a partir destas reflexões, pudemos desenvolver um resultado cênico, Ausência, que carrega em si o que foi discutido nessa pesquisa. Os principais autores que fundamentaram a pesquisa bibliográfica foram Jacques Lecoq (1921-1999) e Vsevolod Emilevitch Meyerhold(1874-1940).

 


Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.