A Arte de Des/Re/Construir Patrimônios: Debatendo intervenções em memórias e monumentos

Fernanda Rocha de Oliveira

Resumo


A derrubada de uma estátua de um mercador de escravos e sua substituição por outra de uma manifestante ativista da causa negra, na Inglaterra; intervenções com tintas e pichações no monumento que ressalta bandeirantes, no Brasil. Em comum, estes casos trouxeram debates relacionados a uma disputa de narrativas e de memórias. É objetivo do presente artigo analisar processos de construção, reconstrução e destruição desse tipo de monumentos sob a ótica da sua relação com o patrimônio cultural, com a memória e os discursos de poder/resistência relacionados aos grupos sociais que os legitimam e/ou confrontam. Para isso, foi elaborado um pequeno recorrido pela literatura sobre o tema, bem como incorporados debates e matérias noticiadas em plataformas virtuais. Mediante articulação dos debates teóricos com as situações reais vivenciadas nacional e internacionalmente, foram propostas reflexões sobre os papéis da arte e da política nos processos de legitimidade social.


Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.