CRONOTOPO NA POÉTICA DE MANOEL DE BARROS

José Ronaldo Ribeiro da Silva (IFCE), Maria Efigênia Alves Moreira (IFCE), Ileane Oliveira Barros (IFCE), José Rômulo Porfírio de Lima (IFCE)

Resumo


A crítica literária reconhece que Bakhtin não é o fundador do conceito de cronotopia. O mestre russo tomou emprestado o termo a partir de conceitos da matemática e da teoria da relatividade de Einstein, apesar de se apoiar epistemologicamente na figura de Kant e seus seguidores. Seu mérito está na “metaforização” do conceito que ele aplicou aos estudos literários para designar a relação indissociável entre o espaço e o tempo. O conceito de cronotopo em Bakhtin aparece primeiramente no texto formas de tempo e de cronotopo no romance – ensaios de poética histórica e, depois, em Estética da criação verbal, no capítulo intitulado o romance de educação na história do realismo. Utilizamos esse arcabouço bakhtiniano de indissiciabilidade de espaço e tempo para analisar aspectos da poética de Manoel de Barros. Essa marca literária trespassa a poética do poeta e pode ser considerada uma estética específica dele. Destarte, o presente trabalho busca averiguar como Manoel de Barros elabora sua estética cronotópica através do olhar criativo-contemplativo.

Referências


AMORIM, M. Cronotopo e exotopia. In Brait, B. (org.). Bakhtin: outros conceitos-chave. São Paulo: Contexto, 2006.

BAKHTIN, M. Estética da criação verbal. São Paulo: Martins Fontes, 1992.

______. Questões de literatura e estética. São Paulo: Unesp, 1998.

BARROS, M. Poesia completa. São Paulo: Leya, 2010.

HOLQUIST, M. Forms of time and of the chronotope in the novel. In: BAKHTIN, M. The dialogic imagination: four essays. Trad. Caryl Emerson, Michael Holquist. Austin: University of Texas Press, [1975] 1988, p. 84 a 258.

______. Dialogism: Bakhtin and his world. Psychology Press, 2002.

SILVEIRA, P. D.; AXT, M. Mikhail Bakhtin and Manoel de Barros: between Chronotope and Childhood. Bakhtiniana, São Paulo, 10 (1): 189 – 206, Jan/April, 2015.


Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 .

 

 

Indexadores de Base de Dados (IBDs) 
Bases de periódicos com texto completo:



 

Outros Indexadores e Bancos de Dados:

Library of Congress

 

Sudoc - Système Universitaire de Documentation

 

Copac – United Kingdom

 

Bielefeld Academic Search Engine

 

CRUE / REBIUN - Catálogo de la Red de Bibliotecas Universitarias

 

Macabéa – Revista Eletrônica do Netlli está avaliada no extrato B2, no QUALIS/CAPES - quadriênio 2013-2016, na área de LETRAS/LINGUÍSTICA.