O enunciado do aluno e a variação de tom no gênero discursivo cartas

LUCIMARY GONSALVES BAJON RODRIGUES (UFSC)

Resumo


Apresentamos uma análise de cartas pessoais escritas por alunos de nível iniciante em língua espanhola, as quais foram dirigidas a diferentes interlocutores. O alvo dessa apreciação é investigar como a presença de diferentes tipos de interlocutores influencia o enunciado do autor no que diz respeito ao tom. O trabalho é orientado pela concepção sócio-histórica de linguagem, em conformidade com os pressupostos de Bakhtin.


Palavras-chave


Gênero carta pessoal. Autoria. Interlocutor. Tom. Estilo.

Referências


REFERÊNCIAS

AMORIM, Marilia. Cronotopo e exotopia. In: BRAIT, Beth (Org) Bakhtin: outros conceitos–chave. São Paulo. Contexto, 2006. P 97-114

BAKHTIN, M. (VOLOSHINOV, V.) Marxismo e filosofia da linguagem. São Paulo: Hucitec, 2006.

BAKHTIN, M. Estética da criação verbal. 4ª ed. São Paulo: Martins Fontes, 2003.

BRAIT, Beth (org). Bakhtin outros conceitos chave. São Paulo. Contexto. 2006.

BUNZEN, Clecio. Cartas pessoais nos manuais escolares: letramento escolar. Intercâmbio, v. XIII, p. 1-8, 2004. Disponível em: https://revistas.pucsp.br/index.php/intercambio/article/view/3979. Acesso em: 5 out. 2017.

GALVAO, M. A. M. Observações acerca de interação gênero textual e plano de texto em cartas pessoais. Linha D´Água, v. 2, p. 185-220, 2013.

OLIVEIRA, Kalliane Sibelli de Amorim; QUEIROZ, Maria Eliete de; BARBOSA, Maria do Socorro M. Fernandes. Autoria e responsabilidade enunciativa em diários de leitura. Bakhtiniana, São Paulo , v. 12, n. 1, p. 150-168, abr. 2017

POSSENTI, S. Indícios de autoria. Perspectiva, Florianópolis, v. 20, n. 1, p.105-124, 2002.

RODRIGUES, Rosângela Hammes. A constituição e o funcionamento do gênero jornalístico artigo: cronotopo e dialogismo. 2001. 347f. Tese (Doutorado em Linguística Aplicada e Estudos da Linguagem) – Programa de Estudos Pós-Graduados em Linguística Aplicada e Estudos da Linguagem (LAEL), Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo.

SILVA FILHO, Vidomar. A série didática Fontes: autoria e ato ético. 2013. 422 f. Tese (Doutorado em Linguística Aplicada). Programa de Pós-Graduação em Linguística. Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2013.

SILVA, Jane Quintiliano Guimarães. Um estudo sobre o gênero carta pessoal: das práticas comunicativas aos indícios de interatividade na escrita dos textos. 2002. 209 f. Tese (Doutorado em Linguística). Programa de Pós-Graduação em Letras – Estudos Linguísticos. Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2002.

SOUZA, Marco Aurélio Silva. PEREIRA, Maria das Graças Dias. O gênero e-mail institucional na construção de uma comunidade discursiva sociorretórica. Entre Palavras, v. 6, n. 1, p. 9-24, jan./jun. 2012.

TEIXEIRA, Cássia Regina. O ensino do gênero textual carta nas aulas de língua materna. Cadernos do CNLF, Rio de Janeiro, v. XV, n. 5, t. 3, 2011.


Texto completo: PDF

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 .

 

 

Indexadores de Base de Dados (IBDs) 
Bases de periódicos com texto completo:




Outros Indexadores e Bancos de Dados:


Library of Congress

Sudoc - Système Universitaire de Documentation

Copac – United Kingdom

Bielefeld Academic Search Engine

CRUE / REBIUN - Catálogo de la Red de Bibliotecas Universitarias

 

Google Analytics UA-142181466-1

Macabéa – Revista Eletrônica do Netlli está avaliada no extrato B2, no QUALIS/CAPES - quadriênio 2013-2016, na área de LETRAS/LINGUÍSTICA.