DE REINOS MUITO, MUITO DISTANTES, PARA AS TELAS DOS CINEMAS: AS TRANSFORMAÇÕES NOS CONTOS DE FADAS NO SÉCULO XX

Paulo Ailton Ferreira da Rosa Junior (IFSul)

Resumo


Este trabalho trata-se, fundamentalmente, de uma comparação entre obras da Literatura com suas respectivas adaptações para o Cinema. Para alem disto, é um estudo crítico e analítico das transformações em três contos de fadas literários quando transpostos para narrativas fílmicas de Walt Disney. O corpus de análise, para tanto, é composto pelos textos registrados de Perrault, Grimm e Andersen em suas respectivas bibliografias e os filmes de animação “Cinderella” (1950), “Branca de Neve e os Sete Anões” (1937) e “A Pequena Sereia” (1989) que eles respectivamente inspiraram. O intuito desta análise é identificar que transformações aconteceram nestas histórias ao serem adaptadas da literatura para o cinema e problematizá-las, no entendimento de que atendem a demandas temporais, culturais e mercadológicas.


Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 .

QUALIS/CAPES - quadriênio 2013-2016B2 - ÁREA DE LINGUÍSTICA E LITERATURA

 

Indexadores de Base de Dados (IBDs) 
Bases de periódicos com texto completo: