BRASILEIRO EM MONTREAL E A CONSTRUÇÃO DE UM PERFIL “IDEAL” DE IMIGRANTE: POLÍTICAS LINGUÍSTICAS EM TELA

Sara Farias da Silva (UFSC)

Resumo


Articulando políticas linguísticas com políticas de imigração, pretende-se mostrar como as políticas de imigração são guiadas pelas políticas linguísticas quebequenses. Enfoca-se, neste artigo, o processo de imigração da comunidade brasileira na cidade de Montreal, a partir da perspectiva das Políticas Linguísticas. Essa escolha se deu em razão de o Brasil ter se tornado uma área de imigração não francófona qualificada para o Governo do Quebec. A cidade de Montreal foi escolhida, pois é a cidade que mais recebe imigrantes e que apresenta uma maior demanda de mão de obra qualificada na província do Quebec. A pesquisa qualitativa foi realizada entre dezembro de 2016 e janeiro de 2017 e contou com entrevistas com a comunidade brasileira, com a aplicação de questionários on-line e a realização de diários sobre os entrevistados. Sobre o perfil do imigrante brasileiro encontrado nos dados analisados, procura-se averiguar se esse perfil seria “condizente” com o perfil “ideal” almejado pelas políticas de imigração do Quebec: um falante “ideal”, jovem e qualificado para o mercado de trabalho e que pudesse contribuir para o aumento demográfico da sociedade quebequense. Por fim, o artigo problematiza o conceito de imigrante “ideal” e as implicações disso na vida dos brasileiros.

Palavras-chave: Políticas Linguísticas do Quebec. Políticas de Imigração do Quebec. Imigrante ideal. Comunidade brasileira em Montreal.

 


Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 .

QUALIS/CAPES - quadriênio 2013-2016B2 - ÁREA DE LINGUÍSTICA E LITERATURA

 

Indexadores de Base de Dados (IBDs) 
Bases de periódicos com texto completo: