A TRANSFERÊNCIA DE PADRÕES GRAFO-FÔNICO-FONOLÓGICOS DO PORTUGUÊS E DO INGLÊS PARA O ESPANHOL NUM CONTEXTO MULTILÍNGUE E DE NÃO IMERSÃO

Eduardo de Oliveira Dutra (UNIPAMPA), Taíse Simioni (UNIPAMPA), Larissa da Costa Borges (UNIPAMPA), Michelle Gaia Victoriano (UNIPAMPA)

Resumo


Neste estudo examinamos evidências de transferência grafo-fônico-fonológica do português e do inglês para o espanhol na aquisição dos fonemas /ɾ/, /r/ e /x/ nesta língua adicional. A pesquisa foi desenvolvida num contexto multilíngue, de não imersão. Integraram o estudo 22 participantes, que realizaram a leitura de palavras isoladas com as formas-alvo. Os resultados indicaram que parece haver indícios de uma possível influência das relações grafo-fônico-fonológicas do português e do inglês nas realizações em espanhol. Embora essa possível influência tenha se manifestado em poucos casos, defendemos a necessidade, no contexto de ensino, de uma intervenção instrucional que considere tais questões.


Referências


ALVES, U. K.; BARRETO, F. M. O processamento e a produção dos aspectos fonético-fonológicos da L2. In: LAMPRECHT, R. R. (org.) Consciência dos sons da língua: subsídios teóricos e práticos para alfabetizadores, fonoaudiólogos e professores de língua inglesa. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2012. p. 193-209.

ALVES, U. K.; MAGRO, V. Raising awareness of L2 phonology: explicit instruction and the acquisition of aspirated /p/ by Brazilian Portuguese speakers. Letras de Hoje, v. 46, p. 71-80, 2011.

BACK, E.; DUTRA, E. de O. As percepções de universitários brasileiros sobre a aprendizagem e/ou aperfeiçoamento simultâneo da competência linguístico-comunicativa do inglês e espanhol: facilidades, dificuldades e estratégias. Percursos Linguísticos, v. 8, p. 153-169, 2018.

BLANK, C. A. A transferência grafo-fônico-fonológica em multilíngues falantes de português, espanhol e inglês: uma abordagem dinâmica. In: ALVES, U. K. (org.) Aquisição fonético-fonológica de língua estrangeira: investigações rio-grandenses e argentinas em discussão. Campinas: Pontes, 2016. p. 209-228.

BLANK, C.; ZIMMER, M. C. A influência da grafia em tarefa de acesso lexical envolvendo a L2 (francês) e a L3 (inglês) de um multilíngue: uma abordagem via sistemas dinâmicos. Calidoscópio, v. 9, p. 28-40, 2011.

BLANK, C.; ZIMMER, M. C. A influência grafo-fônico-fonológica na produção oral de multilíngues e o papel da proficiência: uma abordagem dinâmica. Letras de Hoje, v. 1, p. 66-75, 2014.

BRITO, K. S. Influências interlinguísticas na mente multilíngue: perspectivas psicolinguísticas e (psico)tipológicas. 2011. 289 f. Tese (Doutorado em Letras) – Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 2011.

CABAÑERO, M. B.; ALVES, U. K. A transferência grafo-fônico-fonológica na produção de seqüências ortográficas ‘ng’ do inglês (L2): uma abordagem conexionista. ReVEL, v. 6, n. 11, p. 1-23, 2008.

CENOZ, J. Research on multilingual acquistion. In: CENOZ, J; JESSNER, U. (eds). English in Europe. The acquistion of a third language. Clevedon: Multilingual Matters, 2000. p. 39-53.

CENOZ, J. The acquisition of additional languages. ELIA, v. 8, p. 219-224, 2008.

CRISTÓFARO SILVA, T. Fonética e fonologia do português. São Paulo: Contexto, 2002.

DE BOT, K. The multilingual lexicon: modeling selection and control. International Journal of Multilingualism, v.1, n. 1, p. 17-32, 2004.

ERDENER, V. D.; BURNHAM, D. K. The role of audiovisual speech and orthographic information in nonnative speech production. Language Learning, v. 55, n. 2, p. 191-228, 2005.

FERNÁNDEZ, A. da R. Interface Português/Espanhol: o problema de fonemas em uma língua e alofonia em outra. 2001. 100 f. Dissertação (Mestrado em Letras) – Universidade Católica de Pelotas, Pelotas, 2001.

FONSECA, L. C. Á. Transferência léxico-semântica no multilinguismo. 2014. 85 f. Dissertação (Mestrado em Letras) – Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2014.

FROMKIN, V. A. Linguistics: an introduction to linguistic theory. Oxford: Blackwell, 2000.

HARRIS, J. W. Syllable structure and stress in Spanish: a nonlinear analysis. Cambridge, Mass.: MIT Press, 1983.

JARVIS, S.; PAVLENKO, A. Cross-linguistic influence in language and cognition. New York: Routledge, 2010.

LIMA JÚNIOR, R. M. Pronunciar para comunicar: uma investigação do efeito do ensino explícito da pronúncia na sala de aula de LE. 2010. 243 f. Dissertação (Mestrado em Linguística Aplicada) – Universidade de Brasília, Brasília, 2010.

MONARETTO, V. N. O. et al. As consoantes do português. In: BISOL, L. (org.) Introdução a estudos de fonologia do português brasileiro. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2001. p. 195-228.

ODLIN, T. Language transfer. Cambridge: Cambridge University Press, 1989.

OTTONELLO, M. B. Las Estrategias de Aprendizaje. In: LOBATO, J. S. (org.) Vademecum para la formacion de profesores. Enseñar español con segunda lengua (L2)/lengua extranjera (LE). S.A. SGEL SOCIEDAD GENERAL ESPAÑOLA DE LIBRERÍA, 2004. p. 374-377.

PEROZZO, R. V. Percepção de oclusivas não vozeadas sem soltura audível em codas finais do inglês (L2) por brasileiros: o papel da instrução explícita e do contexto fonético-fonológic. 2013. 193 f. Dissertação (Mestrado Letras) – Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2013.

QUILIS, A. Tratado de fonología e fonética españolas. Madrid: Gredos, 1999.

ROCHA, A. R. S.; CARVALHO, W. J. A. Os efeitos da instrução explícita em fonologia. Saarbrucken: Novas Edições Acadêmicas, 2015.

RODRIGUES, T. J. da C. Questões em torno do modelo da dupla-via: a análise dos diferentes valores fónicos do grafema . 2013. 51 f. Dissertação (Mestrado em Psicologia da Educação, Desenvolvimento e Aconselhamento) – Universidade de Coimbra, 2013.

SCHMIDT, R. The Role of Consciousness in Second Language Learning. Applied Linguistics, v.11, n.1, p. 129-158, 1990.

SERRA, M. L. de A.; ABREU, R. M. M.; BERTELEGNI, M. del C. Fonética aplicada a la enseñanza del español como lengua extranjera. São Paulo: Galpão, 2007.

SILVEIRA, R.; ALVES, U. K. Noticing e instrução explícita: aprendizagem fonético-fonológica do morfema '-ed'. Nonada, v. 13, p. 149-159, 2009.

TOASSI, P. F. P.; MOTA, M. B. A aprendizagem lexical do inglês como terceira língua: um estudo com foco em influências translinguísticas. Entretextos, v. 13, p. 12-32, 2013a.

TOASSI, P. F. P; MOTA, M. B. Transferência linguística no nível sintático na produção do inglês como terceira língua. Nonada: letras em revista, v. 2, p. 1-14, 2013b.

VELOSO, J. A língua na escrita e a escrita da língua. Algumas considerações gerais sobre transparência e opacidade fonêmicas na escrita do português e outras questões. Da investigação às práticas. Estudos de Natureza Educacional, v. 6, n. 1, p. 49-69, 2005.

WILLIAMS, S.; HAMMARBERG, B. Language switches in L3 production: Implications for a polyglot speaking model. Applied Linguistics, v. 19, p. 295-333, 1998.

YAVAS, M. Applied English Phonology. John Wiley & Sons Publication, 2011.

ZIMMER, M. C.; ALVES, U. K. A produção de aspectos fonético-fonológicos da segunda língua: instrução explícita e conexionismo. Revista Linguagem e Ensino, v. 9, n. 2, p. 101-143, 2006.

qqqqqqqqqqqq


Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 .

QUALIS/CAPES - quadriênio 2013-2016B2 - ÁREA DE LINGUÍSTICA E LITERATURA

 

Indexadores de Base de Dados (IBDs) 
Bases de periódicos com texto completo: