Dicionários no ensino de língua portuguesa: breves considerações

Pauler Castorino Oliveira Barbosa, Vanessa Regina Duarte Xavier

Resumo


Pretendemos com esta investigação refletir sobre o uso dos dicionários em sala de aula, buscando respostas (e levantando questionamentos) sobre o porquê de as obras lexicográficas não serem muito utilizadas no ensino de língua materna. Para isso, embasa-se em Antunes (2012), que reflete brevemente sobre a desvalorização do dicionário no ensino de Língua Portuguesa (LP), e em Rangel e Bagno (2006), que discorrem sobre os dicionários em sala de aula; apoiamo-nos, também, em estudos com temáticas similares a desta investigação. O percurso metodológico adotado neste trabalho é constituído de levantamentos bibliográficos e reflexões acerca das discussões dos autores consultados. Como resultado, observamos que o ensino de LP apoiado em obras lexicográficas é realizado precariamente no ensino superior e menos ainda na educação básica.

 


Referências


ANTUNES, Irandé. O território das palavras:estudo do léxico em sala de aula. São Paulo: Parábola Editorial, 2012.

BARBOSA, Maria Aparecida. O Grupo de Trabalho de Lexicologia, Lexicografia e Terminologia da ANPOLL: Formação e desenvolvimento. Revista da ANPOLL, v. 1, p. 53-60, 1995.

______. Dicionário, vocabulário, glossário: concepções. In: ALVES, Ieda Maria (Org.). A constituição da normalização terminológica no Brasil. São Paulo: FFLCH/CITRAT, 2001. p. 23-45.

BIDERMAN, Maria Tereza Camargo. O dicionário padrão da língua. Alfa, São Paulo, v. 28, p. 27-43, 1984.

______. Teoria linguística: (teoria lexical e computacional). 2 ed. São Paulo: Martins Fontes, 2001a.

______. As ciências do léxico. In: OLIVEIRA, Ana Maria Pinto Pires de; ISQUERDO, Aparecida Negri. (Org.). As ciências do léxico: lexicologia, lexicografia, terminologia. Campo Grande: Editora UFMS, 2001b. p. 13-22.

BRASIL. Com direito à palavra: dicionários em sala de aula. Brasília: MEC, 2012.

______. Secretaria de Educação Fundamental. Guia de livros didáticos: 1ª a 4ª séries. Brasília, 2003.

______. Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação. Disponível em: http://www.fnde.gov.br/component/k2/item/518-hist%C3%B3rico. Acesso em: 05-01-19.

CARVALHO, Orlene Lúcia de Sabóia. Glossários em livros didáticos e dicionários escolares: da redução à expansão lexical na compreensão de textos. Interdiciplinar: revista de estudos de língua e literatura, Sergipe, v. 16, p. 30-45, 2012.

DAPENA, José-Álavaro Porto. Manual de técnica lexicográfica. Madrid: Arco/Libros, 2002.

DANTAS, Halysson Oliveira. Letramento lexicográfico na educação básica: relações entre o léxico oral e sua forma dicionarizada. Entrepalavras, Fortaleza, v. 4, n. 1, p. 150-163, 2014.

ISQUERDO, Aparecida Negri; KRIEGER, Maria da Graça. Apresentação. In: ISQUERDO, Aparecida Negri; KRIEGER, Maria da Graça. (Org.). As ciências do léxico: lexicologia, lexicografia, terminologia, volume II. Campo Grande: Ed. UFMS, 2004. p. 11-15.

KRIEGER, Maria da Graça. Lexicologia, Lexicografia e Terminologia: impactos necessários. In: ISQUERDO, Aparecida Negri; FINATTO, Maria José Bocorny. (Orgs.). As ciências do léxico: lexicologia, lexicografia, terminologia, volume IV. Campo Grande: Ed. UFMS; Porto Alegre: Editora da UFRGS, 2010. p. 161-175.

______. Dicionários para o ensino de língua materna: princípios e critérios de escolha.Revista Língua & Literatura, Rio Grande do Sul, v. 7, n. 11, p. 101-112, 2005.

LEFFA, Vilson José. Aulas de língua materna ou estrangeira deveriam incluir análises dos dicionários como objeto de estudo? In: XATARA, Claudia; BEVILACQUA, Cleci Regina; HUMBLÉ, Philippe Rene Marie. (Org.). Dicionários na teoria e na prática – como e para quem são feitos. São Paulo: Parábola Editorial, 2011.

MEIRELES, Cecília. Obra em prosa. Rio de Janeiro: Editora Nova Fronteira, 1998.

NEVES, Maria Helena de Moura. A prática lexicográfica: onde ciência e arte se encontram. Alfa, São Paulo, v. 40, p. 129-139, 1996.

RANGEL, Egon de Oliveira; BAGNO, Marcos. Dicionários em sala de aula. Brasília: Ministério da Educação, Secretaria de Educação Básica, 2006.

______. Dicionários escolares e políticas públicas em educação: a relevância da “proposta lexicográfica”. In: CARVALHO, Orlene Lúcia de Sabóia; BAGNO, Marcos (Org.). Dicionários escolares: políticas, formas e usos. São Paulo: Parábola Editorial, 2011. p. 37-60.

RIBEIRO, Cacildo Galdino. Estudo sobre o uso de dicionários escolares nas salas de 4° e 5° anos da rede municipal de Catalão – GO. 2014. 112 f. Dissertação (Mestrado em Estudos da Linguagem) – Universidade Federal de Goiás, Catalão, 2014.

SILVA, Maria Cristina Parreira da. O dicionário deveria ser sistematicamente utilizado em aulas de língua materna ou estrangeira como instrumento pedagógico? In: XATARA, Claudia; BEVILACQUA, Cleci Regina; HUMBLÉ, Philippe Rene Marie. (Org.). Dicionários na teoria e na prática – como e para quem são feitos. São Paulo: Parábola Editorial, 2011a.

______. Aulas de língua materna ou estrangeira deveriam incluir análises dos dicionários como objeto de estudo? In: XATARA, Claudia; BEVILACQUA, Cleci Regina; HUMBLÉ, Philippe Rene Marie. (Org.). Dicionários na teoria e na prática – como e para quem são feitos. São Paulo: Parábola Editorial, 2011b.

SOUZA, Paulo Santiago de; MURAKAWA, Clotilde de Almeida Azevedo. O dicionário como recurso pedagógico: uma análise dos volumes VI, VII e VIII da coleção As Ciências do Léxico. Revista Philologus, Rio de Janeiro, v. 25, n. 75, p. 250-269, 2019.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS – REGIONAL CATALÃO. Projeto pedagógico do curso de Letras: Letras Poruguês e Inglês. Catalão: UFG/RC, 2011a.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS – REGIONAL CATALÃO. Projeto pedagógico do curso de Letras:Letras Poruguês. Catalão: UFG/RC, 2011b.

WELKER, Herbert Andreas. Breve histórico da Metalexicografia no Brasil e dos dicionários gerais brasileiros. Matraga, Rio de Janeiro, n.19, p. 69-84, 2006.


Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 .

QUALIS/CAPES - quadriênio 2013-2016B2 - ÁREA DE LINGUÍSTICA E LITERATURA

 

Indexadores de Base de Dados (IBDs) 
Bases de periódicos com texto completo: