Uma contribuição à crítica bakhtiniana: a(s) leitura(s) de Kisteva, o termo "slovo" e outros problemas em algumas traduções

Nathan Bastos de Souza, Valdemir Miotello

Resumo


O objetivo deste texto é estudar a fortuna crítica produzida pela recepção da obra bakhtiniana a partir de três prismas: a(s) leitura(s) de Julia Kristeva, na França; a tradução do termo russo “slovo” e a aproximação em algumas traduções da teoria dos “atos de fala”. Para tanto, nosso material de análise é constituído de alguns textos assinados por Kristeva e um conjunto de traduções ocidentais de Bakhtin (algumas vertidas ao português, espanhol, francês, inglês e italiano, direta ou indiretamente) a que tivemos acesso. Valemo-nos das discussões da teoria da tradução desenvolvida por Venuti (2000), Jakobson(1995) e Rónai(1987) para compreender como as traduções respondem a determinados públicos. Nossas discussões permitem aventar três perspectivas de trabalho: sobre a(s) leitura(s) de Kristeva, uma dupla recepção – ora entendida como trabalho autoral de base bakhtiniana, ora vista como desvio da teoria; sobre o termo ‘slovo’, as traduções sempre destacam a polissemia, mas percebemos, porém, uma tentativa de fixação de valores adequados de tradução, ora como “palavra”, ora como “discurso”; sobre a aproximação com a teoria dos atos de fala, trata-se de uma acomodação feita para atender a um público específico, qual seja, o anglófono.

 


Referências


BACHTIN, Michail M. La parola nel romanzo. In. BACHTIN, Michail. Estetica e romanzo. Tradução de C.S. Janovic. Torino: Einaudi, 1979.

BAJTÍN, Mijaíl M. La palabra en la novela. In. BAJTÍN, Mijaíl M. Teoría y estética de la novela. Tradução H. Kriukova e V. Cazcarra. Madrid: Taurus, 1989, p.77-237.

BAJTÍN, Mijaíl M. Problemas de la poética de Dostoievski. Tradução T. Bubnova. México: FCE, 2003.

BAKHTIN, Mikhail M. (Valentín N. VOLOCHÍNOV). Marxismo e filosofia da linguagem: problemas fundamentais do método sociológico na ciência da linguagem. Tradução de M. Lahud e Y.F. Vieira. São Paulo: Hucitec, 2009.

BAKHTIN, Mikhail M. A cultura popular na idade média e no renascimento: o contexto de François Rabelais. Tradução: Y. F. Vieira. São Paulo: Hucitec, 2013.

BAKHTIN, Mikhail M. Mikhail Bakhtin em diálogo: conversas de 1973 com Viktor Duvakin. Tradução de D. M. Mondardo. São Carlos: Pedro & João Editores, 2008.

BAKHTIN, Mikhail M. Discourse in the novel. In. BAKHTIN, Mikhail M. The dialogic imagination. Tradução C. Emerson e M. Holquist. Austin: University of Texas Press, 1981, p.259-422.

BAKHTIN, Mikhail M. O discurso no romance. In. BAKHTIN, Mikhail M. Questões de literatura e de estética. Tradução de A. Bernardini e outros. São Paulo: Ed. da UNESP, 2014, p.71-210.

BAKHTIN, M. Problemas da poética de Dostoiévski. Tradução de P. Bezerra. São Paulo: Forense Universitária, 2010.

BAKHTINE, Mikhail M. (Valentín N. VOLOCHINOV). Le marxisme et la philosophie du langage. Tradução do russo de M. Yaguello. Paris: Minuit, 1977.

BAKHTINE, Mikhail M. Du discours romanesque. In. BAKHTINE, Mikhail M. Esthétique et théorie du roman. Tradução D. Olivier. Paris: Gallimard, 1978, p. 122-182.

BAKHTINE, Mikhail M. La poétique de Dostoievski. Tradução I. Kolitcheff. Paris: Éditions du Seuil, 1970.

BAKHTINE, Mikhail M. Problèmes de la poétique de Dostoievski. Tradução G. Verret. Lausanne: L’Âge d’Home, 1970.

BEZERRA, Paulo. Prefácio – uma obra à prova do tempo. In. BAKHTIN, Mikhail M. Problemas da poética de Dostoiévski. Tradução de P. Bezerra. São Paulo: Forense Universitária, 2010.

BRONCKART, Jean-Paul. & BOTA, Cristian. Bakhtin Desmascarado – história de um mentiroso, de uma fraude, de um delírio coletivo”. Tradução M. Marcionilo. São Paulo: Parábola Ed., 2012.

BUBNOVA, T. Do corpo à palavra: leituras bakhtinianas. Organização, tradução e notas de Nathan Bastos de Souza. São Carlos: Pedro & João Editores, 2016.

BUBNOVA, Tatiana. Prefácio: Valentín Nikoláievich Volóshinov (1894-1936), El marxismo y La filosofía del lenguaje y el Círculo de Bajtín. In. VOLÓSHINOV, Valentín.N. El marxismo y la filosofía del lenguaje. Tradução e prefácio de Tatiana Bubnova. Buenos Aires: Ediciones Godot Argentina, 2009, p. 5-15.

GRILLO, Sheila C. Prefácio – A obra em contexto: tradução, história e autoria. In. MEDVIÉDEV, Pavel. N. O método formal nos estudos literários. Introdução crítica a uma poética sociológica. Tradução de S. Grillo e E. V. Américo. São Paulo: Contexto, 2012, p.19-38.

GRILLO, Sheila C. AMÉRICO, Ekaterina V. Glossário. In. VOLÓCHINOV, Valentín N. Marxismo e filosofia da linguagem: problemas fundamentais do método sociológico na ciência da linguagem. Tradução, notas e glossário de S. Grillo e E.V. Américo. São Paulo: Editora 34, 2017.

JAKOBSON, Roman. Aspectos linguísticos da tradução. In. JAKOBSON, Roman. Linguística e comunicação. Tradução de I. Blikenstein e J.P. Paes. São Paulo: Cultrix, 1995, p.63-73.

KRISTEVA, Julia. A palavra, o diálogo e o romance. In. KRISTEVA, Julia. Introdução à semanálise. Tradução de L. Ferraz. São Paulo: Perspectiva, 2005, p. 65-97.

KRISTEVA, Julia. Bajtín, la palabra, el diálogo y la novela. Tradução de D. Navarro. Colección Criterios. La Habana: Casa de las Américas, 1997.

KRISTEVA, Julia. Une poétique ruinée In. BAKHTINE, Mikhail M. La poétique de Dostoievski. Tradução I. Kolitcheff. Paris: Éditions du Seuil, 1970, p. 5-27.

NAVARRO, Desiderio. Intertextualité – treinta años después. Colección Criterios. La Habana: Casa de las Américas, 1997.

NITRINI, Sandra. Literatura comparada no Brasil. In. NITRINI, Sandra. Literatura comparada. História, teoria e crítica. São Paulo: EdUSP, 2000, p.08-40.

PONZIO, Augusto. A revolução bakhtiniana. Coordenação de tradução V. Miotello. São Paulo: Contexto, 2012.

RÓNAI, Paulo. Escola de tradutores. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1987.

SÉRIOT, Patrick. Vološinov e a filosofia da linguagem. Tradução de M. Bagno. São Paulo: Parábola Editorial, 2010.

THOMSON, Clive. e KRISTEVA, Julia. Dialogisme, carnavalesque et psychanalyse: entretien avec Julia Kristeva sur la réception de l'oeuvre de Mikhail Bakhtine en France. Recherches sémiotique/Semiotic Inquiry, vol. 18: 1-2, 15-30, 1998.

VENUTI, Lawrence. Translation, community, utopia. In. VENUTI, Lawrence (ed.) The translation studies reader. Londres: Routledge, 2000, p. 468-488.

VOLOCHÍNOV, Valentín N. BAKHTIN, Mikhail. Palavra própria e palavra outra na sintaxe da enunciação. Tradução de V. Miotello e outros. São Carlos: Pedro & João Editores, 2011.

VOLÓCHINOV, Valentín N. Marxismo e filosofia da linguagem: problemas fundamentais do método sociológico na ciência da linguagem. Tradução, notas e glossário de S. Grillo e E.V. Américo. São Paulo: Editora 34, 2017.

VOLOSHINOV, Valentín N. El marxismo y la filosofía del lenguaje. Tradução de T. Bubnova. Madrid: Alianza Editorial, 1992.

VOLÓSHINOV, Valentín N. El marxismo y la filosofía del lenguaje. Tradução e prefácio de T. Bubnova. Buenos Aires : Ediciones Godot Argentina, 2009.

VOLOSHINOV, Valentín N. El signo ideológico y la filosofía del lenguaje. Tradução do inglês de R. M. Rússovich. Buenos Aires: Ediciones Nueva Visión, 1976.

VOLOSHINOV, Valentín N. Marxism and the philosophy of language. Tradução do russo L. Matiejka e I. Titunik. Londres-Cambridge: Harvard Univestity Press, 1973.


Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 .

QUALIS/CAPES - quadriênio 2013-2016B2 - ÁREA DE LINGUÍSTICA E LITERATURA

 

Indexadores de Base de Dados (IBDs) 
Bases de periódicos com texto completo: