ESSÊNCIA E CONCEITO, FORMA E SUBSTÂNCIA: INTERSEÇÕES EPISTEMOLÓGICAS ENTRE O NEO-ESTRUTURALISMO INATISTA DE CHOMSKY E O ESTRUTURALISMO SISTÊMICO DE SAUSSURE

Paulo Pereira

Resumo


Esse artigo revisita as teorias linguísticas contemporâneas e a historiografia filosófica em busca de ontologias que demarcam algumas questões precípuas do conhecimento humano. Com base nessas questões ontológicas pertinentes, propomos intercessões epistemológicas entre as teorias dos maiores nomes da Linguística Moderna, tais como Chomsky e Saussure. Essas intercessões epistemológicas demonstram a continuidade daquelas indagações nos pilares teóricos e doutrinários presentes na Linguística desde a sua fundação moderna por Saussure. Assim, proponho que tais questões estão presentes, também, além do estruturalismo saussuriano, no neo-estruturalismo chomskiano, revelando interseções epistemológicas maiores que, no âmbito da Linguística, dialogam com questões filosóficas ontológicas.

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 .

QUALIS/CAPES - quadriênio 2013-2016B2 - ÁREA DE LINGUÍSTICA E LITERATURA

 

Indexadores de Base de Dados (IBDs) 
Bases de periódicos com texto completo: