NEGÓCIOS E MULHERES: O PODER DO DISCURSO CONVINCENTE, NO CONTO “VENTURAS E DESVENTURAS DO CAIXEIRO-VIAJANTE EZEQUIAS VANDERLEI LINS, SEU QUEQUÉ PARA OS ÍNTIMOS”, DE JOSÉ CONDÉ

Edson Tavares Costa (UFPB)

Resumo


O personagem Ezequias Vanderlei Lins, protagonista do conto de abertura da obra Pensão Riso da Noite: Rua das Mágoas (Cerveja, Sanfona e Amor), de José Condé, domina as formas de articulação do discurso; não é por outra razão que ele se transformou no melhor vendedor da firma Oliveira & Rodrigues, para a qual trabalha: o sucesso de suas vendas está diretamente ligado a sua capacidade argumentativa. É nosso objetivo, neste artigo, refletir sobre o discurso de seu Quequé, na consecução dos seus intentos; do narrador, na condução da narrativa; do autor, na opção léxica e estrutural do conto. Para isso, nos utilizamos principalmente das reflexões de Michel Foucault a respeito da relação entre discurso e poder, bem como nos aproximaremos de alguns teóricos que trabalham com a questão de gênero, uma vez que o discurso analisado o será em função da relação estabelecida entre um homem e suas três mulheres.

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 .

QUALIS/CAPES - quadriênio 2013-2016B2 - ÁREA DE LINGUÍSTICA E LITERATURA

 

Indexadores de Base de Dados (IBDs) 
Bases de periódicos com texto completo: